iPhone 7 e o conector perdido

setembro 24, 2016

Parece até título de saga, mas é só mais uma polemica totalmente desnecessária que o planeta nos obriga a falar sobre. A Apple no ultimo dia 7 revelou ao mundo o tão esperado (e vazado) iPhone 7 e seu companheiro maior iPhone 7 Plus e entre as novidades estava a retirada do conector TRS de 3,5mm também conhecido como Headphone Jack (vou chamar ele de Jack). Claro que o iPhone 7 não se baseia apenas em tirar o conector. Na verdade eu fiquei mais impressionado com a câmera do que com o conector.

O iPhone 7

O iPhone 7 veio com novidades bem legais, porém uma que eu julgo bem importante foi o design. Faziam dois anos que eu não olhava um iPhone atual e falava: "Meu deus, que coisa linda!" A Apple realmente pisou na bola com o design do iPhone 6/6S. Não que sejam feios, eu acho meu 6S bonitão, mas eu sempre espero o máximo dos designers da Apple e finalmente temos mais um vídeo fantástico com o ilustríssimo senhor Ive falando do processo de produção do iPhone, algo que não tinha desde o iPhone 5. Ainda focado no design a Apple finalmente deu o selo IP67 ao iPhone! \o/ Quem conhece sabe que o 6S já era bem resistente a Apple, mas agora temos um iPhone que é oficialmente resistente a água e após alguns testes descobri que ele simplesmente é 2x mais resistente a água que o seu principal concorrente. Claro que a saída do Jack tem dedo nisso.

O iPhone perdeu mais um componente e nem estão falando tanto disso: O botão home que desde 2007 era um ponto primordial no iPhone foi embora e deu lugar a um botão fake, que simula o clique a partir do motor tátil que está mais potente. Isso liberou mais espaço no iPhone e ainda ajuda aquele pessoal que vive quebrando botão de iPhone

A câmera foi o que mais me surpreendeu e não foi pelo fato de ser poderosa e sim pela Apple trabalhar firme e forte pra transformar a câmera do iPhone em uma câmera DSLR sem o SRL. Resumindo: A Apple quer transformar a nossa câmera de bolso em uma profissional utilizando inteligência artificial. Isso não só é genial como é necessário, afinal não vejo sentido em você ter que encher o smartphone de lentes pra ele ser uma boa câmera, afinal a tecnologia tem evoluído de formas extraordinárias justamente pra fazer com que antes era impossível hoje seja possível. Claro que as clássicas DSLR sempre estarão um passo a frente, porque nelas você pode integrar a inteligência artificial as lentes e ter um resultado fantástico. O primeiro passo que a Apple vai dar nessa jornada que com certeza será longa e cheia de obstáculos vai ser trazer ao iPhone aquele blur delicioso que vemos em fotos e videos profissionais. Esse blur vai ser aplicado graças ao poder das duas câmeras do iPhone 7 Plus de saber a profundidade e distinguir o objeto principal do fundo, dando aquele efeito embaçadinho no fundo das fotos. Claro que a câmera do iPhone 7 também recebeu updates importantes no seu hardware: Continuam os 12 megapixels mas agora temos abertura de f/1.8, OIS nos dois modelos, sensor mais rápido, flash quad-led. No 7 Plus temos uma câmera grande angular com abertura de f/1.8 e uma teleobjetiva com abertura de f/2.8, que dão um FUCKING ZOOM ÓPTICO DE 2X! Zoom digital de 10x. A nossa querida câmera frontal ganhou 7 megapixels, abertura de f/2.2 e não precisou ficar gigantemente feia pra isso (obrigado, Apple!) Algumas das fotos já tiradas com os aparelhos estão disponíveis nos links 1, 2 e 3. Lembrando que o recurso de inteligência artificial chega com atualização até o fim do ano para o usuário final MAS já está disponível para os beta testers.

Outra coisa que a Apple pegou pesado foi o hardware do iPhone. Finalmente saiu da casa do Dual Core. Agora temos um iPhone com um processador que dependendo da utilização do usuário desliga os núcleos mais fortes assim poupando bateria. O iPhone 7 Plus ganhou 3GB de RAM pra trabalhar bem com suas duas câmeras e seus recursos avançados de fotografia. O iPhone 6S ja era monstrão e tinha conseguido destruir todos os concorrentes (incluindo o recém lançado Boom Note 7) e agora o iPhone 7 e seu processador A10 Fusion simplesmente humilhou os concorrentes em todos os testes de desempenho. Pra trazer toda essa potência aos seus olhos a Apple trouxe o que é considerado por simplesmente a melhor tela LCD já feita que por sinal fecha muito bem o ciclo do LCD nos iPhones, tendo em vista que ano que vem teremos iPhones com tela OLED (Fonte: Eu [Descobri enquanto fazia compras com o Tim Cook]). Se o que se vê agrada o que se ouve mais ainda: Agora temos auto falantes estéreo no iPhone, com 2X mais potência. Claro que a Apple exagerou um pouco ai, na verdade temos duas caixinhas de smartphones  no iPhone... A qualidade não é nada espetacular, é só bem melhor.

O Jack

A Apple tem uma fama que sempre começa ruim mas se torna boa de tirar "tecnologias necessárias" porém obsoletas de seus produtos. Não foi diferente com seu iMac que em 1998 teve a OUSADIA de tirar os disquetes do mercado, do Macbook Air que em 2008 tirou o Drive de CD (e foi MUITO zoado na internet por isso) que hoje é coisa de notebook velho ou de entrada dentre outras tecnologias que deixaram de ser necessárias e deram espaço a tecnologias novas. Em 1998, por exemplo, tivemos a popularização do USB. SIIIM! A Apple foi uma peça crucial para a popularização do USB que hoje é tão indispensável.. Bom, nem tanto, até porque a própria Apple está tirando o USB pra dar espaço ao USB C. Mas isso é outra história.

A retirada foi justificada por três pilares:

  • Liberar espaço para novos componentes, em especial o motor tátil.
  • Dar espaço para novas tecnologias, como o bluetooth 4.2+.
  • O conector TRS é analógico, foi criado em 1878, atualizado pra 3,5mm em 1950.

Partindo do principio que o Jack ocupa um espaço considerável dentro do seu smartphone e seja bem sincero, nem sempre da forma mais confortável (ex: Topos de linha da Motorola usam essa porra na parte superior central do celular) podemos concluir que este espaço pode ser útil para: Bateria, auto-falantes melhores, bateria, motor tátil, BATERIA, mais componentes com novas tecnologias e FUCKING BATERIA que no iPhone 7 teve um aumento considerável de até 2 horas de USO. (horas de uso é o tempo que o iPhone fica com tela ligada, com você mexendo em algo, e não tempo dele simplesmente ligado no seu bolso).
Tirar o Jack não é o mesmo que deixar de ouvir musicas, afinal nós vivemos com musica no dia-a-dia, seja no mal momento, no bom momento.. Bom, musica é importante e a Apple sabe disso, tanto que desde sua fundação da sempre muita importância pra isso (O nome "Apple" é ligado a produtora "Apple", dos Beatles). Tirar o Jack deu o poder para as fabricantes de acessórios de vender e tornar normal o uso de fones bluetooth que graças a deus atualmente não gosta mais aquela bateria toda e de investir no conector digital para transmitir audio de maior qualidade, seja por Lightning, USB C ou microUSB. Não estou dizendo que a Apple é a primeira a tirar o Jack ou a responsável pelos fones Bluetooth, mas todos nós sabemos que a Apple criou e tirou das cinzas mercados que hoje são importantes no cenário da tecnologia mundial. Com os fones não é diferente, mesmo após pouco tempo do lançamento já temos milhares de novos fones já compatíveis com bluetooth, tanto de linhas mais simples quanto de linhas profissionais.

E por fim, chega de coisas analógicas, porra! Quem me conhece sabe que sou bem pra frente nesses assuntos. Não gosto de coisas muito mecânicas e muito menos de coisas ultrapassadas, e aqui vai um pouco da história do TRS aka Jack pra vocês: Esse lindão foi criado em 1878 em sua versão de 6,35mm e foi apenas diminuído pra 3,5mm em 1950. Hoje em dia o smartphone é parte de nosso corpo, compõe nossa vida e não acho nem um pouco legal ter sinais analógicos sendo transmitidos por um conector de 66 anos. Eu acredito que a retirada do TRS foi apenas o inicio de mais uma revolução que teremos que passar que será dolorosa no começo, mas vai valer a pena em curto-médio prazo.

Imagens: Review do The Verge.

Você também vai gostar:

3 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. E só para arrumar uma ~treta~eu concordo com quase tudo que foi dito menos com a camera, eu nao acho que uma foto que vc tira para um insta ou face precisa ter uma qualidade de camera proffisa, e acho que os smart nunca consiguirao passar as cameras. u_u

    ResponderExcluir