Nintendo DSi XL - Review

março 04, 2017

★★★★☆

Quem me conhece sabe que sempre dou preferência ao PC quando se trata de jogos, e isso tem uma explicação bastante simples: Fui apresentado muito cedo aos jogos pelo computador. Para se ter uma ideia, um dos meus primeiros jogos foi um em que você tinha que fazer missões baseadas na bíblia. Lembro até hoje do meu pai chegando todo contente com o CD em casa pra eu instalar e jogar. Anos jogando CS 1.6, GTA San Andreas, Diablo, The Sims e alguns outros títulos que marcaram minha infância foram o suficiente para me acostumar ao mouse e teclado na hora do gaming básico da madrugada... Isso me trouxe grandes dificuldades (que carrego até hoje) para jogar em consoles. Este foi uns dos fatores para que eu não me aproximasse tanto dos consoles e optasse sempre pelo computador ou até mesmo pelo smartphone. Durante muito tempo eu achava mais viável jogar no iPod do que no console e sempre fui mais um jogador casual do que um gamer.

Os tempos mudaram e eu acabei me vendo na necessidade de jogar alguns clássicos que mesmo com os emuladores que temos hoje nos smartphones eram inviáveis de jogar nos controles virtuais na tela e vi a necessidade de pesquisar um console portátil. Após algum tempo de pesquisa eu encontrei o que parecia ser ideal pra mim: Nintendo DSi XL. Tamanho ideal, preço inacreditável e um catálogo de jogos impecável. Paguei 200 reais no conjunto: Console, carregador, cartão R4 e cartão de memória.

Sobre a ergonomia não tem como não gostar. Por mais que ele tenha essa aparência quadrada a textura do acabamento faz com que ele tenha uma pegada muito boa e a visão para jogos fica muito boa, pois a tela principal fica em cima (existem jogos que usam a tela de baixo, mas não fica ruim) junto aos auto-falantes, que são outro ponto bem legal no aparelho: O som estéreo não desagrada, da uma imersão legal por ficarem direcionados para você, ao contrário dos smartphones. Quando fechado por mais que seja a versão XL o dispositivo é bastante portátil, cabendo inclusive em um compartimento secreto na minha mochila e até mesmo nos bolsos das minhas jaquetas.

A qualidade da tela, infelizmente deixa a desejar. Mas não podemos ignorar o fato de ser um produto de 2009/2010, uma época em que as telas de smartphones não chegavam a 480x800 pixels. A tela inferior tem touch resistivo, o que me despertou sérias lembranças do meu bom e velho HTC P3400 mas não deixa a desejar, pois a precisão para desenhar é bastante legal e os botões parecem mais "físicos" do que virtuais nela, pois requer que ela literalmente seja pressionada. Perfeito mesmo seria a parte superior inteira com tela, mas sinceramente não me desagradou em nada.

Os controles são simples e o principal ponto negativo do console é não ter direcional analógico, mas para os clássicos de plataforma e meu bom e velho Pokémon não tem problemas. O controle de volume fica na lateral e ele felizmente tem entrada P2 para fones de ouvido (chupa, Apple!) o que ajuda naquela jogatina no busão (enquanto você não é assaltado, claro). O dispositivo também conta com Wifi (que ainda não usei e nem pretendo, por enquanto), entrada para cartão de memória (que eu coloquei um cartão mas não uso também) e duas câmeras bastante inúteis, mas pelo menos são melhores que as dos smartphones da Motorola (vrau).

A interface é simples e intuitiva, da pra colocar um Wallpaper na tela superior e escrever seu nome (mais personalizado que iPhone), Ele vem com alguns aplicativos divertidos, como um teste de QI, um aplicativo que da pra distorcer sua voz (meu favorito), um chat para você conversar com outros Nintendos DSi e alguns outros bem bobinhos que sinceramente você sequer vai abrir. O que interessa mesmo é o R4. Rápida explicação: R4 é um cartão que nele você encaixa um cartão microSD e pode colocar as roms que quiser pra jogar no console. SIM, é errado... Mas não da pra emular nele sem o cartão. No cartão você tem um menu personalizável onde você pode acessar jogos, emuladores e aplicativos do SD. Simples.

Sobre os jogos eu ainda explorei pouco, infelizmente. Não tenho tanto tempo para jogar então infelizmente ainda estou travado em Pokémon White 2, Castlevania - Down of Sorrow e New Super Mario Bros. Os outros joguinhos que instalei são apenas pra passar tempo quando estou sem nada pra fazer. Eu andei pesquisando e vi muitos jogos interessantes que ainda terei que explorar e estou bastante empolgado com eles. Mas sinceramente, os que já joguei e estou jogando são simplesmente incríveis! Com destaque para o Castlevania que OBRIGATÓRIAMENTE tem que ser jogado por todos os gamers da humanidade.

O console me agradou em sua estética, jogabilidade e nos jogos mas devo destacar aqui a cereja do bolo: BATERIA. Na era moderna o homem teve que se adaptar a muitos elementos da tecnologia e o principal dos problemas da humanidade (drama) é a bateria dos dispositivos móveis. O Nintendo DSi tem uma bateria até que pequena mas digo com propriedade: É um dispositivo que eu sequer vejo quanto tem de carga. As vezes coloco pra carregar, as vezes não e FELIZMENTE não preciso me preocupar, assim como é com meu Apple Watch (Spoiler de outro review). Mas o que mais gostei nesse caso foi economizar a bateria no smartphone: Meu smartphone era muito usado para joguinhos casuais no busão, em casa antes de dormir e para passar o tempo. Agora com o DSi eu deixa o celular no canto e isso me economiza MUITA bateria do iPhone. Resumindo: O DSi além de ter um catalogo de jogos mais sólido eu economizo na bateria do celular.

O Nintendo DSi me animou muito para os consoles portáteis e talvez isso tenha sido o pontapé inicial para eu me agradar tanto com a proposta do Switch (que inclusive escrevi este post aqui).

O console me agrada em muitos quesitos e já é um dos meus dispositivos favoritos, se você procura uma plataforma de games simples, barata e com catálogo de clássicos bastante sólido: Recomendo a compra do Nintendo DSi XL.

Legenda:

★★★★★ Maravilhoso, recomendo muito!
★★★☆ Perfeito na maioria dos quesitos, recomendo!
★★★☆ Mediano, mas não desagrada.
★★☆ Abaixo da média, mas deu pro gasto.
☆ Fraco, não recomendo.
☆ Mah que bosta, fique longe disso.

Você também vai gostar:

3 comentários